quinta-feira, 15 de agosto de 2019

A Reforma Íntima: Como Conhecer a si mesmo



Experimente descrever alguém que você conhece bem. Suas qualidades e seus defeitos. E agora tente fazer isso com você mesmo. Você já reparou que na maioria das vezes temos mais facilidade de descrever o outro, que a nós mesmos? Por que será que isso acontece? Será que costumamos a refletir sobre nós mesmos? Como estamos agindo nas diversas ocasiões de nossa vida? Será que temos algo a melhorar?

Em verdade isso ocorre porque reparamos muito nos outros e em suas atitudes, julgamos e damos palpites sobre a vida alheia, mas pensamos pouquinho nas nossas próprias atitudes, no que temos de bom e de ruim. Conhecemos bem outras pessoas, mas pouco a respeito de nossa personalidade.

O autoconhecimento é a forma de trilharmos o caminho contrário do que costumamos fazer. É buscarmos antes de tudo conhecer os nossos pontos positivos e também as nossas fraquezas. Em O Livro dos Espíritos, questão 919, Kardec pergunta qual é o meio prático mais seguro que o homem tem para se melhorar nessa vida e resistir à atração do mal. A resposta é bem clara: "Conhece-te a ti mesmo", como já nos disse Sócrates, muito tempo antes da vinda de Jesus. Portanto, o autoconhecimento serve para que consigamos ser a cada dia melhores.

Mas, de que forma o conhecimento de nós mesmos nos ajuda a melhorarmos como pessoa? É que quando nos analisamos como pessoa, acabamos por descobrir em nós características negativas que necessitam serem combatidas e melhoradas. Vale ressaltar que isso tem que ser feito com muita sinceridade e vontade de mudança. O autoconhecimento é o caminho para realizarmos a nossa "reforma íntima". Exemplo: Antônio não se conhece bem e nem percebe que, na verdade, é uma pessoa egoísta. Após entender que é preciso se conhecer para se tornar uma pessoa melhor, ele passa a se observar e a pensar sobre suas atitudes. Logo percebe que, em várias situações, pensou só em si mesmo, deixando os interesses das outras pessoas para trás. Terminará por notar que isso tem por resultado afastar os outros e deixá-lo infeliz. Refletindo sobre seu modo de ser, Antônio tentará se tornar uma pessoa menos egoísta.

Ainda em O Livro dos Espíritos, na questão 919, A, Santo Agostinho nos dá instruções muito sábias a esse respeito. Ao deitarmos para dormir, gastemos um tempinho fazendo um balanço do dia. Em quais situações agimos bem? Em que erramos? Ofendemos alguém? Fizemos algo que vai contra as leis de Deus? Fomos bons conosco mesmos? A partir das respostas, obteremos a paz da consciência tranquila, ou perceberemos em que não estamos bem e precisamos progredir.

Para sabermos, com segurança, se nossas atitudes são certas ou não, basta que pensemos no que acharíamos, caso elas tivessem sido feitas por outra pessoa. O que achamos errado que os outros façam não pode se tornar certo, só porque quem está fazendo somos nós.

Entretanto, ao olhar para dentro de nós, é importante sabermos que não só encontraremos apenas defeitos. Nós temos também muitas qualidades, que são virtudes que devem ser cultivadas e expandidas. Cada pessoa é um ser único, com qualidades positivas e dificuldades. Ninguém é igual a ninguém, nem em aspectos positivos, nem em negativos. Ao nos conhecermos, veremos que somos bons em muita coisa e que temos potenciais imensos para progredirmos, o que nos faz seres dignos de amor e respeito. Se sabemos quem verdadeiramente somos, gostamos mais de nós mesmos, temos mais paciência conosco e sabemos buscar a correção de nossas falhas.

Por Carlos Pereira

domingo, 11 de agosto de 2019

Mensagem pelo Dia dos Pais


A Força de um Pai


Lembro-me em minha infância
Quando o procurava como a um herói
E no labor você estava para prover o pão
E nos fortalecer o futuro, pela educação.
Mas, lembro-me também que em suas horas vagas
Cá estavas, parceiro nas algazarras de criança,
No apoio e no cuidado... braços fortes a me ofertar proteção.

Mais tarde a juventude...,
Buscava lê-lo como um grande manual
Fixando os seus exemplos, firmando o meu caráter
E lá também estava a sua força moral como espelho a me impulsionar nas diretrizes do bem.

Hoje adulto aqui estou, a ver-te como a um mestre
Que com seus cabelos agrisalhados
E já nem tão provido de vigor físico
Emana a sabedoria de uma alma experiente,
Donde colho e guardo as mais preciosas lições.

A minha gratidão ao meu pai,
Que Deus lhe cubra de Saúde, Paz e Alegria!
E a todos os pais, uma constante benção de felicidades pelo dia.

É a mensagem de Carlos Pereira – O Manancialzinho

sábado, 10 de agosto de 2019

Cartão com Gravata de Papel para o Dia dos Pais

Que tal um presente feito por você para o seu papai?



Esse é um cartão bem infantil e que pode ser feito com crianças pequeninas. É fácil de fazer e gasta poucos materiais.

Esta dica pode ser ideal para utilizar no Dia dos Pais. É aquele tipo de cartão que vai bem tanto só quanto para acompanhar um outro presentinho bacana. Algo bem legal e que proporciona com que a criança também possa participar da criação. Veja como fazer o cartão super personalizado, chame seu filhinho e ajude-o a fazer este lindo cartão para o paizão querido!

Materiais

– Papeis de ofício e/ou coloridos
– Cola bastão
– Moldes impressos
– Tesoura

Moldes

Clique na imagem abaixo para ampliar:



Quando for imprimir os moldes leve a imagem acima para o Word. No programa você pode ajustar a dimensão da imagem e fazer a impressão do tamanho que preferir.

Passo a passo



Primeiro reúna todos os materiais necessários para a confecção.



Imprima os moldes em um papel de sua escolha. Pode ser no papel de ofício comum, mas fica mais legal em um papel colorido ou reciclado. Corte todos os moldes em seus contornos.




Agora pegue a folha de papel de ofício e dobre no meio para fazer o cartão que você irá confeccionar.



Com os moldes cortadinhos, os adesivos e o papel de ofício dobrado ao meio, vamos começar a parte de criação do cartão.



Fica legal pintar o contorno de uma cor legal, que combine com a cor do papel que você escolheu. Você pode usar uma régua para facilitar o processo e não dar margens para possíveis erros.



Depois é só começar a colar os adesivos. Se as ilustrações que você tem em mãos não são adesivas, é só colar com a cola bastão. Cole os adesivos aleatoriamente, mas respeitando uma pequena margem entre eles.



Note que o legal mesmo é colar as ilustrações passando da gravatinha de forma a envolvê-la com as imagens, como você vê nas fotos.



Agora cole a parte de cima da gravatinha com a cola bastão.



Prontinho, agora é só colar no cartão. Cole apenas a parte de cima e deixe a gravatinha solta. Cole as golas também da mesma forma: cole a borda de cima das golas e deixe a parte de baixo solta, dando um aspecto meio 3D. Curtiu? Já tem os adesivos para usar? Não te preocupe, trouxemos também as ilustrações. É só imprimir em uma impressora colorida, recortá-los e mandar ver!



Clique para na imagem abaixo para ampliar em outra aba!

quinta-feira, 8 de agosto de 2019

Aprendendo a Canção: A Lição das Cores

Uma alegre canção espírita infantil composta por Marcelo Claúdio Moreira, que fala da beleza que existe na diversidade através das cores que estão presentes na natureza, tendo a harmonia como a chave do bem viver. No vídeo, a canção é interpretada com legendas na voz do cantor e compositor espírita, Denis Soares.


domingo, 4 de agosto de 2019

Progresso da Civilização



Há milhares de anos atrás, as cavernas e grutas eram a moradia dos homens primitivos. Nelas ficaram gravados, por meio de desenhos, os seus hábitos e suas experiências. Utilizavam as pinturas rupestres (tais como: animais selvagens, linhas, círculos, e seres humanos em situações de caça) como forma de se expressar e comunicar antes mesmo que se consolidasse uma linguagem verbal. Os instrumentos utilizados eram pedras, ossos e sangue de animais. Eles também caçavam e coletava frutos para se alimentar (1).

Esta foi uma fase transitória (passageira) que se sai por meio do progresso e da civilização; o estado primitivo é a infância da humanidade.

O homem tem que progredir incessantemente e não pode voltar ao estado primitivo, pois todo conhecimento adquirido não se perde. O objetivo do homem é alcançar a perfeição e para isto é necessário que se desenvolva a moral (os sentimentos) e a inteligência. O desenvolvimento da moral não segue sempre, imediatamente, o desenvolvimento da inteligência. Durante um período da sua existência, ele se adianta em ciência; durante outro, em moralidade.

O progresso é lento e ocorre em diversas encarnações, cada um adquire pouco a pouco as faculdades (aptidões e habilidades) que lhe faltam.

Apesar de ter ocorrido um grande progresso material, através das invenções e descobertas (tais como: grandes construções para moradia, alimentos industrializados, medicamentos, energia elétrica, água canalizada, computadores, televisão, comunicação, meios de transporte, etc.), em comparação ao homem primitivo, não se pode dizer que a nossa civilização possui um desenvolvimento completo.

Somente teremos o direito de dizer que somos povos civilizados, quando a nossa sociedade houver deixado os vícios (tais como: a inveja, o ódio, o egoísmo, o orgulho, o preconceito, a mentira, etc.) que prejudicam uns aos outros e passemos a viver como irmãos, praticando a caridade.

Nem todos progridem simultaneamente e do mesmo modo. Então os mais adiantados auxiliam o progresso dos outros, por meio do contato social. De tempos a tempos, surgem na sociedade homens de gênio que lhe dão um impulso, promovendo um desenvolvimento mais rápido. O homem de gênio é um Espírito que tem vivido mais tempo; e, portanto, adquiriu e progrediu mais do que aqueles que estão menos adiantados. Deste modo, traz um grande avanço através do seu conhecimento.

Cinco séculos anteriores à sua encarnação neste mundo, Jesus Cristo enviou-lhes, numerosa coorte de Espíritos sábios e benevolentes, para promover o desenvolvimento moral e intelectual da humanidade. De todas as grandes figuras daqueles tempos longínquos, destaca-se a grandiosa figura de Sócrates, filósofo grego, na Atenas antiga. Nas praças públicas, ensinava à infância e à juventude o formoso ideal da fraternidade e da prática do bem, lançando as sementes generosas da solidariedade. Entretanto, Atenas, como cérebro do mundo de então, apesar do seu vasto progresso, não consegue suportar a lição avançada do grande mensageiro de Jesus. Sócrates é acusado de perverter os jovens atenienses e por este motivo é preso e condenado a morte pela cicuta (veneno).

Mais tarde, Jesus Cristo, o sublime educador, veio a este mundo nos mostrar o caminho que nos conduz à felicidade, através dos seus ensinamentos morais e dos seus exemplos. Se o Cristo, não viesse à Terra, ela ainda estaria envolvida nos primórdios da civilização.

No entanto, muitas palavras do mestre Jesus, não foram compreendias ou permaneceram falsamente interpretadas. Então, o Espiritismo surgiu para contribuir com o progresso moral da humanidade, trazendo o verdadeiro sentido de suas palavras, através de uma linguagem clara e esclarecedora. Veio combater o materialismo, mostrando que vida continua após a morte e que iremos receber de acordo com nossas obras. Ensina aos homens a grande solidariedade que os há de unir como irmãos, abolindo preconceitos de raças e crenças.

Um dia, certamente o Espiritismo se tornará crença geral e marcará nova era na história da humanidade.

Cartilha de Evangelização Espírita

Referência
(1): http://www.infoescola.com/artes/historia-do-desenho/

sexta-feira, 2 de agosto de 2019

Saulo e Paulo



Sinopse do livro:

O livro “Saulo e Paulo”, da médium espírita Thaily André, narra a história do apóstolo Paulo para crianças. Ditada pelo Espírito Maximilien, a obra mostra o exemplo de crescimento e renovação espiritual desse homem que, de perseguidor de cristãos, transformou-se em uma das maiores referências do cristianismo que já existiu no mundo.

Autor: Thaily André
Pelo Espírito: Maximilien
Editora: Ide

quarta-feira, 31 de julho de 2019

Oração da Harmonia


Senhor!
Pai do universo e de todas as criaturas!
Assim como o sol, a lua e as estrelas
Gravitam pelo espaço sideral
Na mais perfeita harmonia,
Fazei com que todos os homens
Que são regidos pela Vossa sabedoria,
Tal qual, os corpos celestes,
Harmonizem-se uns aos outros,
Cessando todas as dissensões,
Todo o ódio e guerras
Para que o nosso planeta
Torne-se enfim, uma luminosa esfera,
Onde haja a paz, o amor e a concórdia
Em todos os corações.

Amara Luzia

Por Carlos Pereira

sábado, 27 de julho de 2019

Caça Palavras Jesus Cristo



Um quiz em formato caça palavras sobre a história de Jesus Cristo. Encontre as respostas às questões apresentadas clicando sobre as mesmas.

Clique na imagem para jogar