sábado, 29 de agosto de 2015

Oração



Senhor!

Ensina-nos a contemplar o firmamento,
a sentir o frêmito das árvores,
a escutar a melodia do sol e da lua.

Cala em nós as vozes da intolerância e do preconceito,
da cólera e da vaidade,
para podermos encontrar-Te nos dons da mãe natureza.

quinta-feira, 27 de agosto de 2015

O Pássaro da Alma



No fundo, bem lá no fundo do corpo, mora a alma.
Ainda não houve quem a visse,
Mas todos sabem que ela existe.
E não só sabem que existe,
Como também sabem o que tem dentro.

Dentro da alma,
lá bem no centro,
Pousado numa pata
Está um pássaro.
E o nome do pássaro é pássaro da alma.
Dentro do corpo, no fundo, bem lá no fundo, mora a alma.
Ainda não houve quem a visse,
Mas todos sabem que ela existe
E ainda nunca,
nunca veio ao mundo alguém
Que não tivesse alma.
Porque a alma entra dentro de nós no momento em que nascemos
E não nos larga
— Nem uma só vez —
Até ao fim da nossa vida.
Como o ar que o homem respira
Desde a hora em que nasce
Até à hora em que morre.

E o mais importante — é escutar logo o pássaro.
Pois acontece o pássaro da alma chamar por nós, e nós não o ouvirmos.
É pena. Ele quer falar-nos de nós próprios.

Há quem o ouça muitas vezes,
Há quem o ouça raras vezes,
E há quem o ouça
Uma única vez na vida.

Por isso vale a pena
Talvez tarde pela noite, quando o silêncio nos rodeia,
Escutar o pássaro da alma que mora dentro de nós,
no fundo, lá bem no fundo do corpo.

Michal Snunit

O Pássaro da Alma
Lisboa, Ed. Vega, 2000
(Excertos)

terça-feira, 25 de agosto de 2015

Cisco e o Reino do Amor

Cisco e o Reino do Amor é o título dessa série de tirinhas católicas criadas para levar ensinamentos edificantes para crianças e adolescentes.






domingo, 23 de agosto de 2015

Folclore Puzzle



Escolha entre as imagens dos personagens do folclore brasileiro e monte o seu quebra-cabeça.

Clique aqui para jogar.

sexta-feira, 21 de agosto de 2015

Doçura



"Doçura é a maestria dos sentidos.
Olhos que vêem no fundo das coisas,
ouvidos que escutam o coração das coisas,
lábios que falam apenas a essência das coisas.

Doçura é o resultado de uma longa jornada interior
ao âmago da vida e a habilidade de lá permanecer e observar.
A doçura procura pelo bem nas coisas, pois no seu coração reside a convicção de que o bem existe em algum lugar em tudo, é só ter paciência para descobri-lo."

Brahma Kumaris

quinta-feira, 13 de agosto de 2015

terça-feira, 11 de agosto de 2015

sexta-feira, 7 de agosto de 2015

Vila Feliz



Era uma vez alguém que ganhou um livro.

E ao abrir este livro, conheceu um mundo novo. Era como se a janela da sua alma se abrisse para uma nova realidade.

E, então, resolveu sair em busca de tudo o que havia visto naquelas páginas.

De um lugar onde houvesse ao mesmo tempo carinho compartilhado e oportunidades de servir, mas onde se pudesse aprender lições importantes, enriquecendo a inteligência.

Um lugar onde exercitar todos os dias as virtudes que nos conduzem à felicidade e onde a felicidade, mais do que em qualquer outro lugar, tivesse chance de nascer, como o Sol, todos os dias.

Só que ele descobriu que este lugar não existia! Cada criatura é que precisava construí-lo, com seus sonhos, com seus sentimentos, com sua dedicação, com pequenos gestos de atenção. E ao construí-lo...

… compreendeu o que ele era. Era o LAR.


Rita Foelker